30 jogos que deveriam vir no próximo Super Nintendo Classic Editon!

(Créditos: CNET)

O Super Nintendo foi abençoado com uma das maiores bibliotecas de jogos se comparado a qualquer console.

Enquanto Mario, Zelda e Metroid não começaram com o SNES, foi onde se tornaram titãs da indústria.

Super Metroid ajudou a criar um gênero totalmente novo.

Mario começou a mergulhar os pés em várias séries de sucesso, como Mario Kart que veio a se tornar uma série própria.

E a lenda de Zelda: um link para o passado, é o garoto-propaganda para o nirvana de jogos de 16 bits.

O NES Classic Edition veio com 30 jogos, a maioria dos quais publicados pela Nintendo.

Vamos decidir quais 30 jogos SNES devem enfeitar o próximo SNES Classic.

1) Super Mario World

A escolha mais óbvia de todos, Super Mario World foi o quarto principal jogo de Super Mario e o primeiro no SNES.

Levou a mesma jogabilidade de plataforma excelente da série de Mario de NES e expandiu isto em modos novos emocionantes, de blocos de interruptor escondidos para casas de fantasma para Yoshis ridículo.

Todos jogaram e todos adoraram, é diversão garantida na certa.

2) Super Mario Kart

Corredores do tipo arcade, de cima para baixo, já existiam antes de Super Mario Kart, mas nenhum combinou tão perfeitamente controles rígidos, mapas cheios de perigos e aquela arte clássica da Nintendo em um pacote tão bonito.

É engraçado revisitar as pistas planas depois de décadas de excelentes corridas 3D Mario Kart, mas Super Mario Kart continua a ser um piloto sólido.

O modo de batalha de arena é tão divertido como sempre.

3) A Lenda de Zelda: uma ligação com o passado

Quase todos os desenvolvedores de jogos modernos vão citar A Link to the Past como inspiração.

Foi o jogo de ação e aventura por excelência e o protótipo do moderno RPG de mundo aberto.

Link hackeado e abriu caminho por Hyrule e pelas masmorras.

Dezenas de títulos de Zelda depois, um link para o passado continua a ser um favorito dos fãs.

4) Chrono Trigger

Você não pode fazer um console retro do SNES sem um dos maiores RPGs já feitos.

Chrono Trigger foi a colaboração resultante de uma equipe de sonhos de artistas e desenvolvedores japoneses, e contou com um enredo único de abrangência de tempo com um elenco memorável de personagens.

Indiscutivelmente inclui a melhor trilha sonora original em jogos.

5) Super Metroid

O Super Metroid já era o terceiro título da série Metroid, mas o primeiro hit do break-out.

Com um enorme planeta para explorar, segredos para descobrir e chefes para combater Super Metroid foi um empreendimento destemido, mas gratificante.

Fora de todas as franquias de primeira parte nesta lista, Metroid tem sido o mais mal servido pelo grande N, levando a muitos desenvolvedores indie excelentes para pegar a folga.

6) Donkey Kong Country

Facilmente o jogo mais graficamente impressionante do seu tempo, Donkey Kong Country foi o título de go-to para mostrar o que o SNES poderia fazer.

Utilizando CGI completo em vez de pixels, os níveis eram lindos e divertidos, e a música animada e arrebatadora era super groovy.

O jogo foi tão bem sucedido que gerou duas sequências e apresentou o mundo à extensa família Kong.

7) Street Fighter II Turbo

Jogos de luta eram toda a raiva nos arcades.

Quando o popular jogo de luta Street Fighter chegou aos consoles, as pessoas vieram em massa.

A lista de lutadores contou com um elenco internacional divertido com uma variedade de powersets, de Blanka e Chun-Li para Dhalsim e Ryu.

Eu era mais um homem do Mortal Kombat, mas a apresentação do Street Fighter era incomparável.

8) Final Fantasy III

Um dos primeiros RPGs que já joguei ainda é um dos meus jogos favoritos de todos os tempos. Final Fantasy VI foi lançado nos EUA como Final Fantasy III.

Confusa mudança de nome de lado, ele entregou uma história de fantasia, emocionante, épico, concentrando-se no grande elenco de personagens. Também inclui um dos melhores vilões do jogo em Kefka, o palhaço de Joker-esque.

9) Earthbound

As pessoas não sabiam o que fazer com esse estranho RPG moderno que mais tarde se tornou um clássico cult graças à inclusão do personagem principal Ness em Super Smash Bros.

Earthbound é na verdade conhecida como Mother 2 no Japão, com o primeiro jogo chegando Wii U console virtual pela primeira vez em 2015.

Para um título localizado Earthbound é chocante bem escrito e satírico, e se mantém incrivelmente bem.

10) Super Mario World 2: Ilha de Yoshi

Como uma sequela de Super Mario World, a Yoshi’s Island foi uma mudança de ritmo chocante.

Desta vez você controlou Yoshi enquanto escoltava o bebê Mario através de níveis perigosos que continham tantos quebra-cabeças quanto plataformas.

Foi uma sequela divisiva na época, mas tomada por conta própria é um jogo divertido que gerou sua própria série centrada em Yoshi.

11) Star Fox

O Star Fox parece bastante áspero com os padrões atuais (ou até mesmo de ontem), e seu legado moderno não é tão bom assim.

Mas o jogo original da Star Fox nos deu uma sólida simulação de vôo em 3D que antes era regulada para PCs de alta potência.

Ele também contou com o charme clássico da Nintendo, com um elenco de companheiros peludos memoráveis. Faça um ioiô!

12) Super Mario RPG: lenda das sete estrelas

Antes de a Sony estragar tudo, a Square Enix (na época a Squaresoft) e a Nintendo eram tão amáveis ​​nos anos 80 e 90 que produziram este mágico JRPG, estrelando o maior ícone dos games.

O mundo Mario estava totalmente representado em um RPG massivo baseado em turnos, com Bowser, Peach e alguns novos personagens como companheiros.

Um dos meus jogos favoritos no Super Nintendo.

13) Segredo de Mana

O Secret of Mana se parecia com qualquer outro JPRG, mas com uma grande diferença: batalhas disputadas em tempo real.

O híbrido de RPG de ação enfatizava os aspectos de hacking e slashing do RPG dentro de um mundo de fantasia colorido.

Igualmente caracterizou o co-op local, permitindo até dois amigos controlar os outros dois membros do partido do AI.

14) Mega Man X

A série Mega Man explodiu no NES, e a série continuou com o novo apelido ‘X’ no SNES.

O Mega Man X continuou a mesma dificuldade brutal e lutas contra chefes, mas adicionou novas habilidades divertidas, como escalar paredes, tornando cada nível uma aventura gratificante.

15) Jam da NBA

Nos dias de hoje, os jogos esportivos têm tudo a ver com hiper-realismo, com listas de equipes precisas e física do mundo real.

De volta ao meu tempo, tivemos o Presidente Bill Clinton como um personagem secreto desbloqueável em nossos jogos de basquete!

NBA Jam apresentou apenas 2-em-2 jogos, mas tinha a licença da NBA.

Mais importante ainda foi rápido e divertido como o inferno. Pontos de bônus para o incrível locutor tipo arcade, que nos deu a frase infame: “Ele está pegando fogo!”

16) Super Mario All-Stars

A Nintendo estava ordenhando seus jogos mais antigos desde a época do SNES.

Super Mario All-Stars incluiu os primeiros três jogos Super Mario no NES, assim como os Lost Nels, que poderiam ser considerados os verdadeiros Super Mario Bros e 2.

Considerando o quão difícil é adquirir um NES Classic Edition, eu não estaria negligência se este 4-em-1 pacote foi um dos 30 títulos incluídos.

17) Final Fantasy II

Também conhecido como Final Fantasy IV, os nomes dos JRPGs eram muito confusos nos anos 90.

Comparado com o primeiro Final Fantasy no NES, esta sequela estava a anos-luz além, oferecendo uma história convincente estrelada por um ex-vilão e seus novos aliados.

Final Fantasy IV prepararia o palco para a série seminal da Squaresoft pelas próximas décadas.

18) Super Castlevania IV

Castlevania já era uma franquia bem conhecida no NES antes deste título de 16 bits lançado.

Super Castlevania IV é um remake do jogo original, com o caçador de vampiros Simon Belmont lutando contra demônios e monstros góticos a caminho de Drácula.

Avançados controles de chicote e novos níveis fora do castelo ajudaram a torná-lo o melhor título de Castlveania até a era da PlayStation.

19) Mortal Kombat II

Mortal Kombat em um console da Nintendo?

Sim, de fato!

Mortal Kombat é, infelizmente, mais conhecido por sua sangrenta controvérsia que desencadeou as discussões violentas dos videogames dos anos 90.

Mas o MKII é um notável jogo de luta, com uma amplitude de movimento fluida e movimento satisfatório para cada lutador.

20) F-Zero

Sem F-Zero, não há Super Mario Kart.

O F-Zero foi um dos primeiros jogos a usar os gráficos 3D simulados do SNES, chamado de “Mode 7”.

Ele apresentava ação de corrida arcade em um cenário de ficção científica com música igualmente incrível.

21) Os Vikings Perdidos

A Blizzard Entertainment é mais sinônimo de Warcraft e Overwatch, mas em 1993 eles desenvolveram um jogo único de aventura e quebra-cabeças chamado The Lost Vikings.

Você tinha que usar as habilidades únicas de todos os três Vikings para derrotar inimigos e superar armadilhas.

Eu prefiro a excelente sequência de 1997, mas o original é mais icônico.

Curiosidade: O trio de viking está representado no MOBA da Blizzard, Heroes of the Storm.

22) Teenage Mutant Ninja Turtles: Tartarugas no Tempo

Os beat ’em ups eram uma dúzia de dúzias durante a era de 16 bits e a maioria era medíocre.

Turtles in Time continuou o excelente legado de Turtles II e Manhattan Project no NES e Arcades.

Batt-up em cooperativa local atingiu seu zênite em estado de choque enquanto você viajava durante os períodos icônicos de tempo lutando contra o clã Foot.

23) Crista do Demônio

Um jogo criminalmente subestimado e um dos meus favoritos pessoais, Demon’s Crest deixa você jogar como um dos demônios de N Goblins dos Fantasmas em um mundo sombrio de esqueletos e morte.

Foi uma mistura incrível de Metroid e Castlevania, com o Mode 7 viajando entre locais, toneladas de segredos escondidos e formas demoníacas, e múltiplos finais.

24) Rock ‘N Roll Racing

Outro grande título clássico da Blizzard introduziu o meu filho de nove anos ao Black Sabbath.

O Rock ‘N Roll Racing apresentava músicas de rock clássico de qualidade média, um hilariante over-the-top locutor de hard rock e corridas de cima para baixo com lasers e picos.

Resumindo: foi um clássico instantâneo.

25) Lufia II: Ascensão dos Sinistrals

JRPGs floresceram na idade de 16 bits, então eu vou entender se você perdeu a relativa chegada tardia de Lufia II.

Este RPG baseado em turnos apresentava um sistema de masmorras único, onde os inimigos só se moviam quando você também se movia.

Uma memorável história de geração que ainda assombra muitos adultos a fora.

Mas não se preocupe em procurar o jogo inferior ao original, Lufia 2 é uma sequencia natural de qualquer maneira.

26) NHL ’94

O NHL ’94 ainda é considerado um dos melhores videogames esportivos já feitos, o que é muito triste e um testemunho de como esse jogo é excelente.

Os controles eram intuitivos e divertidos, e até quatro jogadores podiam participar de uma ação de patinação acelerada.

Se você decidir jogar apenas um jogo de hóquei em toda sua vida, com certeza, jogue este.

27) Cavaleiros do por do sol

Como você faz um melhor Beat ‘Em Up?

Dê a todos armas! A ação de arcade co-op foi vibrante e emocionante como você atravessou através de cenários clássicos do Velho Oeste com pistola ou espingarda.

28) Lua da Colheita

O simulador original da fazenda chegou tarde no tempo de vida do SNES.

Proporcionou uma experiência de jogo excepcionalmente pacífica em comparação com as explosões extremas que permearam o jogo dos anos 90.

Com a popularidade do Stardew Valley, parece óbvio incluir este clássico jogo de agricultura no SNES Classic.

29) Super Punch-Out !!

Super Punch-Out seguiu o caminho da Nintendo de “pegar um jogo sólido do NES e colocar o Super na frente dele”.

Super Punch-Out teve o mesmo ritmo de luta de seu antecessor, mas com um divertido novo estilo de arte e lutadores patetas.

30) Greve na Selva

Parte jogo de estratégia, parte jogo de tiro, a série Strike permite pilotar um helicóptero como um herói das forças especiais.

Era basicamente um filme de ação dos anos 90 com grandes mapas de cima para baixo e tarefas divertidas para realizar.

O primeiro e terceiro jogos, Desert Strike e Urban Strike são todos bastante sólidos.

One Comment

Deixe seu comentário...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *